26 de fev de 2011

Le France! - p1: dicas de viagem



Depois de juntar economias suadas e sofridas por anos, e ter o pior ano ever: 2010, pensei com meus botões e tattos: vou para França estudar francês! ok... por que Le France? bom, eu quero muito prestar um concurso que cai francês em uma fase e eu não sabia falar nada da língua, quando eu trabalhei e estudei nos EUA (preciso fazer um post lol)eu adorei os franceses que conheci lá, eu vivi uma história de amor fantástica com um francês... enfim, só coisas positivas about... então na primeira semana de dezembro do ano passado lá fui eu na STB Bauru, com cara e coragem, me inscrevi no Eurocentre de La Rochelle para aprender o idioma e morar em casa de família por um mês e voilá dia 1 de janeiro de 2011 eu estava no aeroporto, indo pela Lufthansa com conexão em Frankfurt para de lá ir para o aeroporto Charles de Gaulle em Paris e de lá pegar o trem para La Rochelle (+ ou - 400 km longe de Paris).


Ok, vamos começar pela parte burocrática, graças as boas relações Brasil/França, a gente não precisa de visto para ir para lá se for ficar até 3 meses, a gente pega o visto no aeroporto, ou seja a gente não gasta rios de dinheiro ou perde horas aqui na embaixada, uhuuu! Só que é necessário ter provas de que via voltar, de que não vai imigrar (como em todo pais de primeiro mundo), ou seja, leve comprovantes do lugar que vai ficar, do curso que vai fazer, da sua renda no Brasil e principalmente passagem de volta. E já vá preparada para um inquérito, porque sim pode acontecer e é normal, mantenha a calma porque realmente é normal.
O vôo que eu fiz era coisinha básica de 11 horas!!! E a Lufthansa tem um serviço de bordo até que bom e o vôo foi bastante tranquilo. Detalhe para quem faz conexão em Frankfurt e nunca foi para a Europa antes: o número dos portões saem na telas espalhadas pelo aeroporto e o vôo pode mudar como aconteceu comigo, e mais um detalhe, lá era tudo eletrônico, não sei se pelo no dia, mas não tinha uma aeromoça recolhendo passagens, passava-se o ticket numa catraca eletrônica e foi um Deus nos acuda porque não tinha ninguém para organizar a fila.

Meu estilo por lá: botas pretas cano longo (tenho dois pares quase iguais lol), calça jeans skinny Hering, jaqueta impermeável Vanguard (a melhor coisa para o inverno europeu que eu comprei no Brasil :P)
Enquanto em Birigui, minha bucólica cidade natal eu passei o reveillon a 35 graus, na Europa estava nevando! Erro que eu fiz: levei um monte de blusinhas regatas que eu não utilizei e dezenas de blusa de frio que igualmente não utilizei, porque eram blusas de frio para o "inverno" brasileiro e não para um de verdade... como eu nunca tinha ido para Europa eu não tinha noção do que levar, mas agora eu tenho e posso aconselhar lol:

Sugetão de mala para um mês em um páis da europa no inverno:
4 calças jeans
2 meias calças
pares de meias, calcinhas e sutians de acordo com o que você achar
1 par de tênis
2 pares de bota cano longo
1 salto alto
2 saias
2 vestidos
1 short fashion
5 blusinhas
5 blusas manga longa
1 jaqueta impermeavel
2 sobretudos (sobretudo mesmo...com forro! Não de tecido fininho...)
1 cachecol
2 pares de luva
1 jaqueta mais fashion
2 calças legging
Leve semrpe uma bandeira do brasil e lembrancinhas para os amigos gringos que vai fazer!
Outra coisa o limite de pesoa para a França é duas malas de 23 kg! Então pense nas compras que irá fazer para não ter que pagar taxas de excesso de bagagem!

Stadium Saint-Dennis em Paris, a primeira atração que vi na França! Foi nesse estádio que o Brasil perdeu a copa para France, não precisa dizer que le français me zuou super né?!
Outra dica, leve uma necessárie com itens básicos dentro do avião, tipo uma amostra de perfume ou hidratante, escova de dente, uma mini pasta de dente, escova, batom, lápis de olho e pó, até porque aeroporto é um lugar que sempre em qualquer lugar do mundo tá cheio de gente interessante!
Bom, dentro do avião Frankfurt - Paris, percebi que estava fazendo uma das coisas mais loucas da minha vida... as aeromoças só falando francês... e o cara do meu lado começou a conversar comigo em francês e eu sem entender bulhufas!!! Mas ainda bem que haviam pessoas falando inglês... mas cuidado, na França, não é todo mundo que fala ingles... na verdade quem fala mesmo são jovens viajados, o pessoal mais velho não fala mesmo e quem nunca saiu da França também não, então é bom aprender o básico antes de pisar seus pesinhos na terra de Chanel, ou se não você só fará amizades com gringos e nunca com les français!

Eurocentre de La Rochelle, onde estudei Français e fui muito feliz tb :)
Mais uma dica: se informe sobre trem e metrôs: do De Gaulle há saída para toda a França a partir de metrô ou trem, se você estiver muito carregada o melhor é táxi mesmo, mas cuidado que eles tentam trapassear turistas como em qualquer lugar do mundo, eu tive a sorte de que o meu francês da história citada foi me buscar, porque eu tinha que ir para a Gare de Montparnasse, uma das maiores estações da Europa, para de lá pegar meu trem para La Rochelle, bom... dicas que não me deram e que eu vou dar para vocês:
O número de le voile (o corredor de onde sai o trem), sai nas telas espalhadas pela Gare de 30 a 20 minutos antes do embarque de fato, atenção para o número da viagem, porque as vezes pode ser o mesmo destino mas viagens distintas, outra coisa, não vai ter ninguém te ajudando lá, é você que se vira, que encontra o trem e o vagão (voiture) cujo número estára escrito pequenininho perto das portas. Outra coisa, ou você compra o bilhete antes pela agência (foi o que eu fiz só para ir) ou compra lá, normalmente tem um guiche pelo menos que fala inglês. E antes de embarcar não se esqueça de fazer a compostage, que é validar o bilhete em uma das dezenas de maquininhas amarelas que tem espalhadas pelas gares de France, se você não validar corre o risco de arrumar encrenca.
Diferença que senti no TGV indo para La Rochelle de qualquer trem, metro, onibus e etc que peguei no Brasil, muiiito silêncio, não sei se era inverno ou o quê, mas o pessoal conversava baixinho, quando conversava. E no trem já notei como o povo francês é minimalista rsrsr, e o melhor com um estilo muito parecido com o meu: muito preto, cinza, as meninas com os cabelos penteados cuidadosamente descabelados, muita franja no cabelo, lapis preto e blush e o melhor ninguém tá nem aí para niguém, você usa o que quiser que ninguém vai ficar te condenando!!!
Continua...

Le Arc de Triomphe, meu monumento preferido :)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...